Domingo, 28 de Outubro de 2012
Monogamia

Comecei a minha primeira relação amorosa este ano e não estava nada à espera. É estranho porque desde há uns anos que me sentia rejeitada por todos os homens e com tanto amor para dar, mas num período em que tentei deixar de pensar no assunto apareceu alguém na minha vida que tão cedo não tenho intenções que parta. 

 

Agora tudo parece diferente (mas que original!) mas o importante de facto é a maneira como ele me deixa feliz só de estar com ele. Além disso, preocupa-se comigo e tentar ajudar-me ao máximo tendo em conta a minha "condição". Devo-lhe muito de quem sou agora e por isso é que o mero pensamento de nos separarmos deixa-me num profundo desassossego.

 

No entanto estar numa relação com alguém, por enquanto, parece ser bem simples mas vivo com a constante pressão de ser o melhor possível para ele. Tenho consciência de que não o sou o ser mais emocionalmente estável sem esquecer as minhas tendências depressivas mas procuro ser sempre o melhor para ele sem nunca esquecer quem eu sou. No entanto, vejo-me muitas vejas frustrada pela maneira como a maneira como sou, as minhas paranóias e inseguranças, e sinto-me inquieta com a mais miserável hipótese de ele me deixar, se fartar de mim ou ficar chateado.

 

Infelizmente, por circunstâncias anteriores à nossa relação, estamos juntos.... à distância. Mas por esforço de ambos estamos juntos todas as semanas!

 

Por enquanto tudo o que posso dizer é que não trocava o que estou a viver neste momento por nada e é apenas nisso em que devo pensar por agora.

 

S.


sinto-me: cansada mas feliz.
o que ando a ouvir: Ornatos Violeta - 1 beijo = 1000

rabiscado por s. às 00:30
link do post | comentar | favorito

Since October © 2012 Fado Mutante Blog. All rights reserved.
mais sobre mim
who is she?
Sou um rapariga estranha, diferente, mas por vezes gosto de pensar que isso é positivo.
posts recentes

Recaída.

Lista B ou Lista C?

O teu trabalho é estudar!

arquivos
pesquisar
 
subscrever feeds